Quem sou eu

Minha foto
Poeta - escritor - cronista - produtor cultural. Professor de Português e Literaturas. Especialista em Estudos Literários pela FEUC. Especialista em Literaturas Portuguesa e Africanas pela Faculdade de Letras da UFRJ. Mestre em Literatura Portuguesa pela UFRJ. Nascido em Goiás, na cidade de Rio Verde. Casado. Pai de três filhos.

sábado, 27 de julho de 2013

Poema: "Sem asas"- Erivelto Reis



SEM ASAS
Erivelto Reis

Tenho uma simpatia triste
Por quem chora, sofre e persiste.
Tenho uma pena danada
De quem apenas assiste
E nunca faz nada.
Tenho uma simpatia triste
Por quem adoece sem querer,
Por quem vai embora sem se despedir,
Por quem é escravo da moda,
Assiste TV, sozinho, até a madrugada.
Com quem se olha no espelho,
Atira as cinzas ao mar,
Sepulta o sonho
Que não vai realizar.
Tenho uma simpatia triste
Por quem atira verdades como bombas
E silêncio como armas...
Por quem cumpre carmas!
Paga penitência de promessa sem graça,
Por aqueles a quem faltam as palavras
Que me sobram, mas que não me bastam.
Por quem tem a família longe de casa
Por quem quer voar, sabendo que não tem asas...
Tenho uma simpatia triste
Por quem sofre e chora,
Mas não desiste.


Nenhum comentário:

Postar um comentário