Quem sou eu

Minha foto
Poeta - escritor - cronista - produtor cultural. Professor de Português e Literaturas. Especialista em Estudos Literários pela FEUC. Especialista em Literaturas Portuguesa e Africanas pela Faculdade de Letras da UFRJ. Mestre em Literatura Portuguesa pela UFRJ. Nascido em Goiás, na cidade de Rio Verde. Casado. Pai de três filhos.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Poema: O que há de Rosa em Pimenta - Erivelto Reis

O que há de Rosa em Pimenta
À margem direita
Estão sentados quase todos.
À margem esquerda,
Estão todos exaltados:
Nem Deus, nem o diabo
Têm existência fora disso.
Sentar-se à esquerda ou à direita dos líderes
É uma forma de exílio.
Sentar-se com os amigos
É uma forma de brandir
A loucura do lúdico
Na cara do infortúnio.
Mesmo se no silêncio
Mais característico
Do estertor do fim do mundo.
Amizade é mais melodiosa
Que amor e música
É um amor com música
Tudo mais fica à margem
Na terceira margem:
De onde parecem partir todas as mensagens
E para onde nenhuma mensagem parte.
É para onde o navegante regressa,
Um porto fora do mapa,
Uma foz que desconhece represa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário