Quem sou eu

Minha foto
Poeta - escritor - cronista - produtor cultural. Professor de Português e Literaturas. Especialista em Estudos Literários pela FEUC. Especialista em Literaturas Portuguesa e Africanas pela Faculdade de Letras da UFRJ. Mestre em Literatura Portuguesa pela UFRJ. Nascido em Goiás, na cidade de Rio Verde. Casado. Pai de três filhos.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Poema: "A traição dos paradoxos", de Erivelto Reis

A traição dos paradoxos
Erivelto Reis

Morre um pouco de nós,
Quando os que amamos morrem.
Mas não morre em nós
A memória dos que amamos.
E isso dói –
Eterna sina do herói:
A cristalização das saudades,
Dos remorsos...
Essa é a traição dos paradoxos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário